LAquila (Itália), 7 abr (EFE).- O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, pediu ao presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, que assuma a reconstrução da igreja de LAquila e dos bens culturais danificados durante o terremoto, durante uma longa conversa por telefone.

Berlusconi estava esta tarde visitando os desabrigados na localidade de San Demetrio ne'Vestini, situada perto de L'Aquila, que foi danificada pelo terremoto registrado na madrugada da segunda-feira, quando recebeu o telefonema do presidente dos Estados Unidos.

"Se os Estados Unidos quiserem dar um sinal tangível de sua proximidade com a Itália, poderiam assumir a responsabilidade da reconstrução dos bens culturais e da igreja", disse o primeiro-ministro aos jornalistas.

Perguntado pelos jornalistas sobre a resposta de Obama, Berlusconi afirmou que o presidente dos Estados Unidos disse que "é uma ótima ideia da qual falaremos" quando o primeiro-ministro da Itália viajar a Washington.

O telefonema foi confirmado pela Embaixada dos Estados Unidos na Itália, que emitiu uma nota na qual acrescenta que Obama expressou a Berlusconi "suas profundas condolências, e as do povo americano, pelas vítimas do terremoto" em L'Aquila.

"O presidente expressou sua solidariedade com as pessoas feridas e destacou a proximidade entre o povo americano e o italiano neste trágico momento, com particular consideração para as famílias que perderam seus entes queridos, suas casas e seu trabalho".

Berlusconi se misturou entre as pessoas de San Demetrio ne'Vestini e se dirigiu a um grupo de alpinistas que ajudaram a instalar as tendas na localidade: "Felicidades, trabalharam toda a noite, vocês são fortes".

O primeiro-ministro insistiu às pessoas vão para o litoral: "é Páscoa, fiquem tranquilos, nós fazemos o inventário das casas danificadas, e vocês tiram alguns dias, nós pagamos". EFE cps/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.