Berlusconi diz que processará jornal por fotos de nudez em mansão

O advogado do primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, disse nesta sexta-feira que vai processar o jornal espanhol El País pela publicação de fotografias consideradas por ele ilegais da casa do líder italiano na ilha da Sardenha. Nas imagens, mulheres aparecem tomando sol sem a parte de cima do biquíni. Outra foto mostra um homem nu.

BBC Brasil |

Nicoló Ghedini, advogado de Berlusconi, além de deputado do partido do primeiro-ministro, declarou à imprensa italiana que entrou com uma ação contra o jornal El Pais pela publicação das fotos, que haviam sido apreendidas pela Justiça italiana.

As imagens publicadas pelo El País foram feitas pelo fotografo italiano Antonello Zappadu, denunciado na Justiça no começo desta semana pelo advogado do primeiro-ministro.

O fotógrafo é acusado de "desrespeitar a privacidade" dos hóspedes de Berlusconi e de "tentativa de fraude", por tentar vender as fotos a jornais e revistas.

Apreensão

A polícia italiana apreendeu as fotos e o computador de Zappadu no fim de semana passado. O fotógrafo foi denunciado após ter oferecido as imagens à revista Panorama, que é de propriedade do próprio Berlusconi.

Assim que tomou conhecimento da oferta, o diretor da revista, Maurizio Belpietro, chamou os advogados do primeiro-ministro, que entraram com o pedido de apreensão.

Segundo Berlusconi, as fotografias são "inocentes", e a publicação delas é uma "agressão".

As fotos publicadas pelo diário espanhol são uma pequena parte das centenas de imagens feitas por Zappadu entre maio e dezembro de 2008.

Segundo descrições do próprio fotógrafo aos jornais italianos, algumas das fotos mostram convidados de Berlusconi chegando ao aeroporto da ilha da Sardenha a bordo de aviões oficiais, o que levou o primeiro-ministro a ser acusado de uso indevido de aviões do Estado.

Outras fotos mostram pessoas e festas na mansão Villa Certosa, de propriedade de Berlusconi. São principalmente mulheres jovens, tomando sol sem a parte de cima do biquíni na piscina, na banheira de hidromassagem e no jardim da luxuosa residência.

Entre os convidados, além do inseparável companheiro musical de Berlusconi, Mariano Apicella, o ex-primeiro-ministro checo Marek Topolanek também aparece, nu, à beira da piscina, ao lado de uma mulher loira.

Outro escândalo

O caso das fotos de moças seminuas na mansão de Silvio Berlusconi e do suposto uso impróprio de aviões oficiais surgiu logo após o escândalo que provocou o divórcio entre Berlusconi e Verônica Lario, no final de abril.

A participação de Berlusconi na festa de 18 anos da moça Noemi Letizia, a quem presenteou com um colar de ouro e brilhantes, foi o estopim para a separação. Verônica afirmou a jornais que não poderia viver com um homem que "frequentava menores de idade" e pretendia pedir o divorcio.

Desde então, o caso tem ocupado diariamente os jornais italianos. O primeiro-ministro tem sido questionado pelo jornal La Repubblica e por publicações internacionais sobre como conheceu Noemi, sua família e que tipo de relacionamento tem com eles.

Berlusconi afirma que não teve um relacionamento "picante" com Noemi e que teria renunciado ao governo se tivesse relação com uma moça menor de idade.

O primeiro-ministro confirmou, no entanto, que Noemi esteve em sua mansão na Sardenha na última festa de final de ano, quando ela ainda não tinha 18 anos de idade, junto com uma amiga e outras convidadas.

Calúnia

Pouco antes da votação que vai eleger o novo Parlamento europeu, neste fim de semana, Silvio Berlusconi disse que o caso Noemi, assim como as fotos, são uma "invenção e uma calúnia distante da realidade" e que não há nada a ser esclarecido.

De acordo com o líder italiano, há uma campanha contra ele organizada pela oposição e por jornais "de esquerda".

Criticado por parte da imprensa internacional, que cobre o assunto com grande destaque e ironia, Berlusconi disse que a mídia estrangeira foi influenciada por esta campanha e manipulada por alguém na Itália - sem, contudo, dizer de quem se trata.

"A campanha internacional é orquestrada por um grande grupo italiano. Sei como funcionam os jornalistas estrangeiros nos salões romanos", afirmou o primeiro-ministro nesta sexta-feira.

"Eles se informam com os jornais de esquerda e levam para seus jornais artigos que mostram a Itália de uma maneira diferente do que é na realidade", acrescentou.

Berlusconi diz que pesquisas de opinião colocam seu partido, o PDL (Povo da Liberdade), em vantagem nas eleições deste fim de semana.

Sem respeitar a proibição de divulgar pesquisas nas vésperas da votação, Berlusconi afirmou nesta sexta feira que seu partido devera chegar a 40% ou 45% das preferências.


Leia mais sobre Berlusconi

    Leia tudo sobre: berlusconi

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG