Berlusconi diz que plano da UE sobre clima não afeta indústrias

Bruxelas, 12 dez (EFE).- O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, manifestou hoje sua satisfação por a indústria manufatureira da Itália e de toda Europa ter ficado protegida no pacote de medidas contra a mudança climática que a União Européia (UE) aprovou hoje.

EFE |

Em coletiva de imprensa ao término da cúpula de chefes de Estado e de Governo realizada durante dois dias em Bruxelas, Berlusconi celebrou os resultados da "oposição tática" que realizou "em defesa dos interesses nacionais" da Itália.

Os países-membros conseguiram levar adiante hoje a legislação que permitirá reduzir em 20% as emissões de gases que causam o efeito estufa em 2020, assim como que 20% da energia que se consuma então na Europa proceda de fontes renováveis.

A Itália, junto à Alemanha, foi um dos países que mais reivindicaram garantias para que suas indústrias manufatureiras não se vissem prejudicadas pelos objetivos de reduzir suas emissões poluentes.

De acordo com Berlusconi, com o acordo alcançado hoje, a UE "se situa na vanguarda para atuar contra a mudança climática". EFE rja/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG