Berlusconi diz que líderes de G20 se reunirão em cerca de 100 dias

Roma 16 nov (EFE).- O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, disse hoje que os líderes que fazem parte do Grupo dos Vinte (G20, que reúne os países mais ricos e os principais emergentes) voltarão a se reunir em cera de 100 dias no Japão ou na Inglaterra, em um telefonema feito à Convenção dos Populares Liberais, realizada em Verona.

EFE |

"Restituímos a credibilidade da Itália em nível internacional.

Estamos presentes em todas as fotos internacionais. A partir de 1º de janeiro, teremos a Presidência do G8 (os sete países mais desenvolvidos a Rússia), que não foi cancelado pelo G20", afirmou.

"Há certos problemas que devem ser discutidos pelos países que têm democracia completa, enquanto outros países, que fazem parte do G20, estão ainda no caminho para a democracia", acrescentou.

O primeiro-ministro deu um relatório sobre a Cúpula do G20, em Washington, e insistiu nos temas da crise financeira, sobre a qual reafirmou o compromisso de não cair em um novo protecionismo, e expressou seu otimismo sobre as medidas contra a crise bancária.EFE cps/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG