Berlusconi descarta reconciliação com a esposa

Por Deepa Babington ROMA (Reuters) - O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, não pretende buscar a reconciliação com sua esposa e exigiu um pedido de desculpas por causa de declarações feitas pela ex-atriz.

Reuters |

Veronica, a esposa Berlusconi, disse no fim de semana que pretende pedir o divórcio, dias depois de ter criticado publicamente o marido por ter escolhido jovens bonitas para disputarem eleições europeias por seu partido.

O jornal La Stampa disse na segunda-feira que Berlusconi encarregou seus advogados de cuidarem do assunto. "Para dizer a verdade, poderia haver condições para um processo por difamação, mas deixa para lá", disse ele.

Ao Corriere della Sera, o premiê lamentou que a esposa tenha "caído em uma armadilha da mídia", mas disse que dificilmente poderá salvar seu casamento de 19 anos. "Não sei se eu quero desta vez. Veronica deveria pedir desculpas publicamente para mim. E não sei se bastará. É a terceira vez que ela apronta uma dessas durante uma campanha eleitoral. É realmente demais."

Berlusconi, um magnata da mídia de 72 anos, disse não acreditar que o caso repercuta negativamente sobre sua taxa de aprovação ou sobre o resultado da eleição europeia de junho.

O político defendeu o fato de ter escolhido belas jovens como candidatas, algo que sua esposa considerou um "lixo sem-vergonha."

"Nunca incluímos nenhuma vedete na lista, e as três que foram excluídas no último minuto eram meninas muito capazes, com excelente educação. Qualquer coisa, menos vedetes", disse ele.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG