Berlusconi defende limpeza das ruas em Nápoles

ROMA - O primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, empunhou, nesta quinta-feira, uma vassoura nas ruas de Nápoles, cidade na qual, até algumas semanas atrás, se acumulavam toneladas de lixo.

EFE |

AP
         Em gesto simbólico, o primeiro-ministro Berlusconi varre as ruas de Nápoles

Posteriormente, Berlusconi explicou aos jornalistas que se tratou de um "gesto simbólico", para chamar a atenção para o fato de que todos devem ser conscientes de que é preciso manter as cidades e jardins limpos.

"As ruas têm que ser a extensão de nossas casas", disse Berlusconi, durante um passeio pelas ruas do centro de Nápoles.

Berlusconi se reuniu hoje com autoridades locais para analisar a situação na cidade, onde em julho anunciou que já não havia resíduos pelas ruas, embora o ciclo definitivo de limpeza só deva ser concluído em três anos.

Na saída da reunião, na Praça Carolina, havia um grupo de voluntários da Defesa Civil encarregados de limpar as ruas, aos quais Berlusconi pediu uma vassoura, que levantou no ar, convidando as pessoas a colaborar com a limpeza da região.

Durante seu passeio, Berlusconi também se agachou para retirar do solo um pedaço de papel, que mostrou no alto, fazendo que "não" com um dedo.

Berlusconi explicou aos napolitanos a importância da reciclagem e de separar os diferentes tipos de resíduos.

"Não se deve jogar lixo na rua e, sobretudo, é preciso colocá-lo nos contêineres para a coleta seletiva", disse.

Leia mais sobre: Itália - Berlusconi

    Leia tudo sobre: berlusconiitália

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG