Berlusconi culpa Kaká e Noemi por resultados eleitorais

Roma - O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, disse que o resultado obtido por seu partido nas eleições europeias foi inferior ao esperado por culpa da saída de Kaká do Milan, do escândalo surgido por sua amizade com a jovem Noemi Letizia e do pedido de divórcio de sua esposa, Veronica Lario.

EFE |

Segundo a edição de hoje do jornal "Corriere della Sera", Berlusconi afirmou a pessoas próximas na noite desta segunda-feira que o anúncio da contratação de Kaká pelo Real Madrid teria custado votos a seu partido dos torcedores do clube italiano.

AFP

Noemi seria o pivô da separação de Berlusconi

Além disso, o premiê reconheceu que o escândalo Noemi teve uma influência maior que a esperada nas urnas, onde o Povo da Liberdade (PDL) recebeu 35,2% dos votos, enquanto a expectativa é de conseguisse dez pontos a mais.

Berlusconi manifestou ainda que muitos eleitores foram influenciados pelo pedido de divórcio de Lario, feito através dos jornais italianos.

Segundo o diário, apesar da perda de votos, Berlusconi pode ficar otimista com os resultados obtidos, já que seu partido passou de 25 para 29 cadeiras no Parlamento Europeu (PE), enquanto a principal legenda da oposição, o Partido Democrata (PD), perdeu três parlamentares.

Leia mais sobre: Silvio Berlusconi

    Leia tudo sobre: berlusconi

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG