Berlusconi culpa esquerda por críticas de sua esposa

Roma, 28 abr (EFE).- O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, afirmou hoje que as críticas de sua esposa, Veronica Lario, às candidaturas de mulheres bonitas em sua lista para as eleições européias se devem a uma manobra de a imprensa de esquerda e da oposição.

EFE |

Em declarações realizadas durante sua visita a Varsóvia e recolhidas pela rede de televisão via satélite italiana "SkyTG24", Berlusconi assegurou que sua mulher foi pega por uma "manobra da imprensa de esquerda com notícias absolutamente infundadas".

Citada pela imprensa italiana, Lario assegurou que a candidatura de mulheres do show business na lista do Partido da Liberdade (PDL), do qual Berlusconi faz parte, para as eleições européias é uma "indecência para a diversão do imperador".

Para Lario, isto é "uma falta de vergonha" que ofende "a credibilidade de todas" as mulheres.

A esposa de Berlusconi disse compartilhar da opinião de que tudo isto é "para a diversão do imperador", em referência a seu marido, já que segundo ela se trata de criar "lixo sem pudor em nome do poder".

No entanto, Lario aponta que a beleza das mulheres "não é um mérito, nem um demérito" no campo da política.

A esposa do presidente italiano quer que fique claro que ela e seus filhos são "vítimas e não cúmplices" de uma situação que se veem obrigados a "sofrer".

Há dois anos, Berlusconi pediu perdão a sua mulher por suas "frivolidades", depois de esta ter exigido um pedido público de desculpas pela falta de respeito que demonstrou em um jantar no qual cortejou descaradamente outras mulheres.

Veronica Lario, que até então era famosa por sua discrição e defesa de sua privacidade, enviou uma carta ao jornal "La Repubblica" na qual exigia que Berlusconi se desculpasse por seu comportamento. EFE fab/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG