Berlusconi critica colônias judaicas antes de visita a Israel

Jerusalém, 31 jan (EFE).- O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, criticou a expansão das colônias israelenses nos territórios palestinos um dia antes de iniciar uma visita oficial ao Estado judeu.

EFE |

"A política de assentamentos de Israel poderia ser um obstáculo para a paz. Eu gostaria de dizer ao povo e ao Governo de Israel, como amigo, com a mão no coração, que persistir com esta política é um erro", declarou Berlusconi em uma entrevista publicada hoje pelo jornal "Ha'aretz".

"Nunca será possível convencer os palestinos das boas intenções de Israel enquanto Israel continuar construindo em territórios que deveriam ser devolvidos como parte de um acordo de paz", acrescentou o premiê italiano.

Berlusconi também criticou a divisão entre os grupos palestinos, que "debilita o poder dos líderes locais em negociações e cria confusão".

Para o chefe do Executivo italiano, só a reconciliação das facções palestinas será capaz de permitir a retomada de um genuíno processo de paz com Israel.

Sobre a ameaça nuclear iraniana, Berlusconi afirmou que é preciso "vigiar de perto esses países que aparentemente estão perto de obter armas nucleares e que talvez estejam cultivando o louco desejo de apagar Israel da terra".

Segundo ele, a comunidade internacional não pode permitir que um país "cujos líderes declararam abertamente seu desejo de destruir Israel e negam tanto o Holocausto como a existência de uma família nacional judeu" tenha armas nucleares. EFE aca/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG