Roma, 14 abr (EFE) - A lista conservadora liderada pelo ex-primeiro-ministro Silvio Berlusconi obteve a maioria absoluta no Senado, segundo as últimas projeções de voto da firma Consortium, elaboradas para a televisão pública RAI. Caio Blinder: http://ultimosegundo.ig.com.br/opiniao/caio_blinder/2008/04/14/macarronada_eleitoral_na_italia_vai_dar_em_pizza__1270900.htmlMacarronada eleitoral na Itália vai dar em pizza http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2008/04/14/eleicoes_na_italia_registram_queda_na_participacao_1271610.htmlEleições na Itália registram queda na participação


     Clique na imagem e veja o infográfico sobre as eleições na Itália

Essas mesmas projeções concedem seis pontos de vantagem a Berlusconi na Câmara dos Deputados sobre a formação liderada pelo progressista Walter Veltroni, o Partido Democrata (PD).

O Povo da Liberdade, legenda de Berlusconi e que forma uma coalizão junto com a Liga Norte e o Movimento pela Autonomia, obterão na Câmara Baixa 42,5% dos votos, enquanto o PD de Veltroni e o Itália dos Valores (IDV), de Antonio Di Pietro, alcançarão o 39,1%, segundo essas fontes.

No Senado, as projeções atribuem aos conservadores 164 cadeiras e aos progressistas, 139 cadeiras, enquanto a União de Centro (UC) alcançaria três cadeiras, e outras três ficariam por serem atribuídas.

O Senado é formado por 315 cadeiras, das quais seis são eleitas pelos italianos no exterior.

Por porcentagem, segundo os cálculos da Consortium, o Povo da Liberdade alcançará 46,4% dos votos e o Partido Democrata, 37,9%. A União de Centro (UC) do democrata-cristão Pierferdinando Casini obterá 5,7% dos votos.

Saiba mais sobre: eleições - Itália - Berlusconi

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.