Roma, 2 jul (EFE).- O primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, expressou hoje sua alegria pela libertação de Ingrid Betancourt e de outros 14 reféns das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e disse que termina assim um longo e doloroso caso.

"Desejo que este gesto possa propiciar um diálogo construtivo e democrático entre as forças políticas na Colômbia e que possa cessar qualquer forma de violência", afirmou Berlusconi em comunicado.

Além de Berlusconi, o ministro de Assuntos Exteriores italiano, Franco Frattini, e os principais líderes da oposição expressaram "alegria" e "felicidade" pela libertação de Betancourt. EFE jl/fr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.