Berlusconi anuncia novo gabinete do Governo

ROMA - O premier italiano eleito Silvio Berlusconi, da coalizão de centro-direita Povo da Liberdade (PDL), anunciou hoje a sua lista de ministros ao presidente Giorgio Napolitano.

Ansa |

O novo gabinete - o terceiro formado pelo líder conservador, que já havia ocupado o cargo de primeiro-ministro em 1994 e entre 2001 e 2006 - irá tomar posse amanhã, às 17h locais.

Confirmando rumores anteriores, Gianni Letta assumirá o cargo de subsecretário, repetindo o cargo que já havia ocupado no governo anterior de Berlusconi. Ex-diretor do jornal Il Tempo, Letta é um dos mais próximos colaboradores do futuro premier e foi vice-presidente da Fininvest Comunicazioni, do Grupo Fininvest de Berlusconi.

O líder da Liga Norte (partido que faz parte do PDL), Umberto Bossi, ficará com a pasta das Reformas, como já havia alardeado.

Ao contrário de declarações feitas nas últimas semanas, Roberto Calderoli não será vice-premier, mas sim ficará com o Ministério para a Simplificação. A presença de Calderoli no gabinete foi duramente criticada pelo filho do ditador líbio Muammar Kadafi, que relembrou que, em 2006, o então ministro das Reformas do segundo governo Berlusconi usou uma camiseta com uma caricatura de Maomé, causando polêmica entre a comunidade islâmica da União Européia (UE).

O Ministério da Fazenda será dirigido por Roberto Maroni, cargo já ocupado por ele na primeira administração de Berlusconi.

O ministro dos Assuntos Exteriores será Franco Frattini, comissário europeu para a Justiça e Segurança.

Sandro Bondi , um dos defensores mais ferrenhos de Berlusconi, ficará com a pasta de Bens Culturais.

    Leia tudo sobre: itália

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG