Berlusconi anuncia construção de casas para 13 mil vítimas do terremoto

Roma, 14 mai (EFE).- O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, anunciou hoje que, antes de 1º de novembro, terão sido construídas casas para 13 mil vítimas do terremoto que devastou a região de Abruzzo em 6 de abril.

EFE |

O premiê italiano, que participou de um ato na Feira de Roma, disse que os refugiados serão transferidos dos campos com tendas de campanha, para que não se transformem em campos de barracos.

O primeiro-ministro disse que as novas casas serão construídas em entre 14 e 20 áreas, no campo, um projeto que custará 8,7 bilhões de euros.

Berlusconi disse que mais de 7 bilhões de euros do orçamento serão destinados à construção em geral, um número que o líder italiano considerou "parecido" com o que irá para outro projeto impulsionado pelo Governo, a construção de uma ponte no estreito de Messina, entre a Sicília e a Calábria.

Berlusconi disse que, após construídas as casas, os módulos provisórios serão transformados em novos campus universitários, de modo que os estudantes terão verdadeiros apartamentos.

O primeiro-ministro da Itália falou também do Plano Casa, um projeto do Governo para dinamizar o mercado imobiliário que consiste em conceder aos proprietários permissões extraordinárias para reformar suas casas. EFE fab/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG