Berlusconi amplia estado de emergência contra imigração ilegal

O governo de Silvio Berlusconi decidiu, nesta sexta-feira, estender para todo o território italiano o estado de emergência frente à imigração clandestina, em vigor em certas regiões há vários anos.

AFP |

Essa declaração de urgência permitirá, em particular, acelerar a construção de novos centros de retenção dos imigrantes clandestinos, explicou o ministro da Defesa, Ignazio La Russa.

Em entrevista coletiva, o ministro do Interior, Roberto Maroni, disse que o estado de emergência era "uma medida técnica, já utilizada no passado e útil para recorrer a procedimentos (administrativos) rápidos".

Trata-se da "prorrogação de uma prorrogação", acrescentou, minimizando a medida, diante das críticas da oposição.

"É uma decisão abominável", avaliou o vice-presidente da bancada parlamentar do Partido Democrático, Giancarlo Bressa. "Esse governo é incapaz de governar sobre os assuntos verdadeiros e sérios e tenta meter medo nas pessoas", completou.

"É um clima de estado policial", insistiu Rosy Bindi, vice-presidente da Câmara, enquanto o governo da região de Púglia (sul), Nichi Vendola, falou de "pedaço de fascismo".

As medidas contra a imigração tomadas pelo governo de Berlusconi, desde sua chegada ao poder em maio passado, foram criticadas pelo Parlamento europeu.

jflm/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG