Roma, 1 out (EFE).- O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, afirmou hoje que não consentirá ataques especulativos aos bancos nacionais e não aceitará que os italianos percam um euro de seus depósitos bancários.

Berlusconi respondia assim à pergunta sobre se a crise financeira nos Estados Unidos será sentida na Itália, depois das fortes quedas na bolsa de alguns bancos nacionais.

No pregão de hoje da Bolsa de Milão, tiveram que ser suspensos os títulos do Unicredit e o Intesa Sanpaolo, principais bancos do país, devido à forte queda.

A Itália rege a normativa européia sobre as garantias dos depósitos bancários, que fixa uma quantidade mínima garantida de 20 mil euros e máxima de 103 mil euros e, por enquanto, o Governo não estudou mudanças nesta questão.

Além disso, a Consob (comissão que controla a bolsa de valores na Itália) decidiu adotar medidas mais restritivas para evitar a venda a descoberto de títulos bancários. EFE ccg/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.