Berlusconi afirma que a Itália deve ser o patrão em sua própria casa

O primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi ilustrou nesta terça-feira no Parlamento a política que adotará no tema imigração, depois de advertir que a Itália deve ser o patrão em sua própria casa e ao mesmo tempo conservar nosso velho espírito de acolhida.

AFP |

"Crescer economicamente quer dizer evitar se fechar em si mesmo diante da entrada indiscriminada de imigrantes e ser patrão na própria casa, mas conservando nosso velho espírito de acolhida", declarou Berlusconi no primeiro discurso como presidente do Conselho Italiano na Câmara dos Deputados.

O governo conservador de Berlusconi, que venceu as eleições legislativas de abril, prepara um pacote de medidas duras contra a imigração ilegal.

Entre as medidas figura a introdução do crime de imigração ilegal, com prisão, e a extensão do período de reclusão a até 18 meses nos centros de permanência temporária à espera da expulsão.

O objetivo prioritário do governo conservador é combater a imigração clandestina. Além disso, estuda a possibilidade de adotar a patrulha preventivo no mar para evitar desembarques e o endurecimento das regras para o pedido de asilo.

kv/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG