farsa - Mundo - iG" /

Berlim qualifica processo contra Aung Suu Kyi de farsa

Berlim, 11 ago (EFE).- O ministro alemão de Assuntos Exteriores, Frank Walter Steinmeier, pediu hoje a libertação da líder de oposição birmanesa Aung San Suu Kyi e qualificou de farsa o processo pelo qual foi condenada a três anos de trabalhos forçados, por quebrar sua pena de prisão domiciliar.

EFE |

"A sentença de hoje é um novo golpe aos direitos humanos em Mianmar (antiga Birmânia). É o final de um processo que foi mais uma farsa que um julgamento e que evidencia até que ponto os mais elementares direitos não regem o país", aponta Steinmeier, em comunicado emitido por seu departamento.

Steinmeier pede ao regime de birmanês que conceda imediatamente a liberdade a Suu Kyi, assim como ao resto dos presos políticos do país.

Suu Kyi foi processada por quebrar os termos de sua prisão domiciliar, ao abrigar o americano John William Yettaw em sua casa, quem cruzou a nado o lago atrás de sua casa e entrou nela, em maio.

Depois de ser declarada culpada e condenada a três anos de trabalhos forçados, a Junta Militar mudou sua pena para 18 meses de prisão domiciliar. EFE gc-aal/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG