Berlim ganha Prêmio Príncipe de Astúrias da Concórdia

Oviedo (Espanha), 10 set (EFE).- A cidade de Berlim, que lembra este ano o 20º aniversário da queda do muro, foi agraciada hoje com o Prêmio Príncipe de Astúrias da Concórdia 2009, concedido em Oviedo.

EFE |

Berlim venceu nas votações finais do júri as candidaturas da Organização Internacional do Trabalho (OIT), do jesuíta espanhol Enrique Figaredo, e do repórter irano-canadense Maziar Bahari.

A cidade de Berlim recebe este prêmio em meio às celebrações do 20º aniversário da queda do muro, em 9 de novembro.

Este ano, são lembradas duas décadas de um acontecimento crucial da história da Alemanha, que deu passagem a uma série de transformações na cidade e na sociedade em geral.

O júri selecionou as últimas quatro candidaturas entre as 44 que disputavam o prêmio, procedentes de 26 países.

O Prêmio Príncipe de Astúrias da Concórdia é concedido a pessoas ou instituições cujo trabalho tenha contribuído de forma exemplar e relevante ao entendimento e à convivência, à luta contra a injustiça, a pobreza, a doença, a ignorância ou à defesa da liberdade, e aos que tenham aberto novos horizontes ao conhecimento.

O prêmio da Concórdia foi concedido no ano passado à política colombiana Ingrid Betancourt, que permaneceu seis anos sequestrada pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

Este é o último dos oito Prêmios Príncipe de Astúrias concedidos este ano e oferece 50 mil euros (US$ 72 mil).

É tradição que os prêmios sejam entregues em outubro, em cerimônia realizada em Oviedo e presidida pelo príncipe Felipe, herdeiro da Coroa espanhola. EFE lm/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG