Berlim espera solução para caso Opel após reunião de Merkel

(atualiza com a reunião da quarta-feira na Chancelaria) Berlim, 25 mai (EFE).- O Governo alemão espera ter uma solução em relação ao futuro da montadora Opel após uma nova reunião na quarta-feira da chanceler Angela Merkel com vários de seus ministros.

EFE |

Segundo a imprensa local, a reunião terá a participação dos três potenciais interessados na Opel, Magna, Fiat e Ripplewood.

O encontro foi anunciado pelo governante do estado da Renânia - Kurt Beck, uma das regiões em que a Opel tem fábricas.

A reunião de quarta segue à realizada hoje na Chancelaria, com presença dos ministros da Economia, Karl Theodor zu Guttenberg, Finanças, Peer Steinbrück, Trabalho, Olaf Scholz, e do vice-chanceler Frank Walter Steinmeier.

Ao término do encontro, o porta-voz do Governo, Ulrich Wilhelm, antecipou que Merkel espera ter essa solução em meados de semana, mas evitou comentar o estado das negociações por considerar que seria "contraproducente dar detalhes".

"Trata-se de um processo em que a cada dia há movimento", disse Wilhelm.

Na reunião foram analisadas as ofertas melhoradas dos três potenciais interessados, o grupo automotivo italiano Fiat, a fabricante de autopeças austríaco-canadense Magna e o grupo investidor financeiro americano Ripplewood.

Segundo o diário local "Der Tagesspiegel", a reunião de quarta terá a presença, além dos ministros citados, de representantes do Governo dos EUA e de diretores dos três interessados.

Para amanhã está previsto um encontro de Merkel e Steinmeier com o executivo-chefe do grupo Fiat, Sergio Marchionne.

Como em dias anteriores, o porta-voz evitou falar de preferências e assegurou que o Governo segue dialogando com todos os potenciais investidores e com as partes envolvidas no processo, ou seja, os quatro governantes de regiões com fábricas da Opel e, sobretudo, a General Motors e Washington. EFE gc/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG