Berlim e Hamburgo vivem noite de distúrbios

Berlim, 1 mai (EFE).- Várias dezenas de jovens radicais de esquerda foram detidos e policiais ficaram feridos na noite desta quinta-feira em Berlim e Hamburgo, durante manifestações espontâneas que acabaram em distúrbios.

EFE |

Um porta-voz policial informou hoje que no bairro de Friedrichhain, em Berlim, cerca de 200 pessoas, com atitude violenta e em muitos casos embriagadas, enfrentaram os agentes com garrafas e tijolos, além de atear fogo em várias latas de lixo.

Preparada com um dispositivo de mais de dois mil soldados antidistúrbios para as esperadas desordens na Noite de Walpurgis, a véspera do 1º de maio, a Polícia realizou cerca de 30 detenções e registrou três baixas por ferimentos leves entre seus homens.

O porta-voz policial assinalou que, apesar de tudo, a noite prévia ao 1ª de maio teve um desenvolvimento mais pacífico do que habitual, e os distúrbios foram de menor intensidade que em anos anteriores.

No bairro de Schanzenviertel, em Hamburgo, aconteceram ontem à noite alterações da ordem protagonizadas por radicais de esquerda, que quebraram janelas de um instituto bancário e incendiaram várias latas de lixo.

A Polícia local comentou que várias dezenas de radicais atiraram pedras e garrafas nos agentes, dos quais três ficaram feridos.

O dia 1º de maio é utilizado normalmente por radicais de esquerda e direita na Alemanha para realizar manifestações e em muitos casos protagonizar distúrbios.

A grande manifestação de ultradireitistas e neonazistas prevista para hoje em Hannover foi proibida de última hora pelo Tribunal Constitucional Alemão. EFE jcb/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG