Berlim conclui lista com todos os judeus perseguidos pelo nazismo

O governo alemão recebeu nesta quarta-feira a primeira lista com todos os judeus que foram perseguidos pelo nazismo na Alemanha, cerca de 600 mil pessoas, informou um comunicado oficial.

AFP |

A lista inclui informações sobre estes judeus, que viveram ou passaram pelo território alemão entre a chegada de Hitler ao poder, em 1933, e sua queda, em 1945, destaca o serviço de imprensa do governo.

Entre 500 mil e 550 mil judeus viviam na Alemanha antes do nazismo e em 1945, ao final da Segunda Guerra Mundial, restaram apenas alguns milhares.

A lista também inclui os judeus que passaram pela Alemanha quando fugiam do nazismo, como os judeus russos que se dirigiam aos Estados Unidos, explica a Fundação Memória, Responsabilidade e Futuro (EVZ), encarregada de elaborar o documento.

A relação será enviada a diversos museus e instituições, como o museu Yad Vashem de Jerusalém, o museu judeu de Berlim, a Jewish Claims Conference, o Holocaust Museum de Washington e o serviço de arquivos nazistas de Bad Arolsen (Alemanha).

A Fundação EVZ foi criada pelo governo de Gerhard Schroeder (1998-2005) para indenizar os ex-trabalhadores forçados do nazismo.

A lista traz informações como nome, endereço, data da prisão, da deportação e do exílio. No caso de óbito, o documento informa quando e onde ocorreu.

"É um tijolo que contribuirá para a reconstrução da identidade judaica", estimou o diretor da Fundação EVZ, Gunter Saathoff.

ak/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG