Bento XVI visitará, fora do programa oficial, uma sinagoga em Manhattan

Nova York, 3 abr (EFE).- Bento XVI visitará durante sua primeira viagem aos Estados Unidos uma sinagoga nova-iorquina que está sob a direção de um rabino que sobreviveu ao Holocausto, informou hoje a Conferência de Bispos Católicos dos EUA.

EFE |

A sinagoga à qual o Papa irá em 18 de abril está situada em pleno centro de Manhattan e é dirigida pelo rabino Arthur Schneier, de 78 anos, de origem austríaca, e que viveu em Budapeste durante a ocupação nazista emigrando para os EUA em 1947.

Com essa visita à sinagoga nova-iorquina - incluída na última hora, e que devará durar aproximadamente 20 minutos - o Papa quer "expressar sua boa vontade em relação à comunidade judaica", disse a Conferência.

Em 19 de abril, os judeus realizam a festividade do Pessach para comemorar sua saída do Egito, segundo relata o livro bíblico do Êxodo.

O Papa "dará uma mensagem de felicitações cordiais pela iminente celebração do Pessach", disse o secretário-geral da Conferência e coordenador da visita papal, David Malloy.

O Papa Ratzinger chegará aos EUA em 15 de abril, e permanecerá no país até o dia 20, em uma viagem que inclui visitas às cidades de Washington e Nova York.

Bento XVI se reunirá com o presidente dos EUA, George W. Bush, no dia 16 de abril na Casa Branca, e nesse mesmo dia celebrará um serviço religioso na Basílica da Imaculada Conceição da capital americana.

No dia seguinte, realizará uma missa no estádio do National Park de Washington, assistirá a um ato na Universidad Católica da América e se reunirá no Centro Cultural João Paulo II dessa cidade com líderes de diferentes religiões, entrer eles: budistas, muçulmanos, hindus e judeus.

Em 18 de abril Bento XVI irá a Nova York, quando visitará a sede das Nações Unidas e irá rezar com os católicos na igreja nova-iorquina de St. Joseph, construída no século XIX com contribuições de imigrantes alemães.

Bento XVI realizará uma missa no dia seguinte na catedral de São Patrício, em pleno centro de Manhattan, e se reunirá com os jovens católicos, para, no dia 20 de abril, visitar o marco zero, onde ficavam as Torres Gêmeas antes dos atentados de 11 de setembro de 2001.

Nesse mesmo dia, antes de voltar a Roma, o Papa vai realizar uma missa no estádio New York Yankees. EFE emm/bf/fb

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG