Bento XVI retoma Ângelus em Castelgandolfo

Castelgandolfo (Itália), 2 ago (EFE).- O papa Bento XVI retomou hoje o Ângelus dominical na residência de Castelgandolfo, durante o qual lembrou a figura do papa Paulo VI, que morreu há 31 anos, e lembrou a insurreição de Varsóvia de 1º de agosto de 1944, da qual nasceu a Polônia livre.

EFE |

"Uno-me com prece às celebrações do aniversário da insurreição de Varsóvia. Do heroísmo dos insurgentes e da força da nação, nasceu a Polônia livre. O sacrifício de suas vidas deu frutos de paz e de prosperidade para sua pátria. Deus abençoe a Polônia e a todos vocês", disse o papa, cumprimentando um grupo de poloneses presentes ao Ângelus.

A insurreição da capital polonesa começou no início de agosto de 1994, quando o Exército polonês se levantou contra a ocupação nazista. Durante dois meses, teve em xeque as tropas de Hitler, até que, em outubro, foi derrotado de novo.

O Ângelus dominical aconteceu no pátio central do palácio papal e contou com a presença de várias centenas de pessoas, diante das quais agradeceu de novo a proximidade espiritual mostrada por tantas pessoas quando fraturou o pulso em 17 de julho, em Les Combes, no Vale de Aosta.

Bento XVI lembrou que o Ano Sacerdotal é uma "preciosa ocasião" para aprofundar nos valores da missão dos presbíteros na igreja e no mundo atual, e ressaltou que, em agosto, se lembra importantes santos como Alfonso Maria de Liguori, Francisco de Assis, João Maria Vianney e Gaetano de Thiene.

O pontífice disse que, também em agosto, no dia 6, há 31 anos, morreu em Castelgandolfo o papa Paulo VI, cuja vida - disse - "tão rica em humanidade e profundamente sacerdotal permanece na Igreja como um dom que é preciso agradecer a Deus".

Bento XVI retomará no próximo dia 5 as audiências públicas das quartas-feiras, que realizará também na residência de Castelgandolfo, cerca de 30 quilômetros ao sul de Roma. EFE JL/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG