diplomacia paciente para solucionar conflitos - Mundo - iG" /

Bento XVI pede no EUA diplomacia paciente para solucionar conflitos

O papa Bento XVI pediu nesta quarta-feira que o presidente George W. Bush promova uma diplomacia paciente para solucionar os conflitos respeitando os direitos humanos e uma política de imigração coordenada com a América Latina, em sua primeira visita aos Estados Unidos desde o início de seu pontificado, há três anos.

AFP |

Cerca de 9.000 convidados -um dos maiores públicos a assistir a um ato oficial na Casa Branca- lotaram o gramado da residência presidencial agitando bandeiras do Vaticano e dos Estados Unidos aos gritos de "Eviva il Papa!" que se misturaram com os hinos de ambos os Estados e um coro que cantou "Parabéns" para o pontífice, no dia do seu aniversário de 81 anos.

"Em um mundo em que alguns já não acreditam que podemos distinguir o verdadeiro do falso, precisamos de sua mensagem para rechaçar esta ditadura do relativismo e abraçar uma cultura da justiça e da verdade", disse Bush, em uma cerimônia de recepção com grande pompa.

Nenhum dos dois líderes mencionou especificamente temas delicados como a pena de morte, a guerra no Iraque ou os métodos aplicados pela CIA em interrogatórios.

Mas com a guerra em seu sexto ano e com o aumento da tensão entre Estados Unidos e Irã, o Papa pediu apoio "aos esforços pacientes de diplomacia internacional para solucionar conflitos e promover o progresso".

"Também evocaram a necessidade de lutar contra o terrorismo através de meios apropriados respeitando-se a pessoa humana e seus direitos", indica o comunicado.

Bush e Bento XVI manifestaram seu desejo de que israelenses e palestinos consigam pôr fim ao seu conflito por meio da criação de um Estado palestino independente que conviva em paz com Israel.

Expressaram "seu apoio mútuo à soberania e à independência do Líbano", que atravessa uma grave crise política que Washington atribui em grande medida à Síria.

Bento XVI também apoiou os esforços internacionais para fazer da ONU "uma voz mais efetiva para as legítimas aspirações de todos os povos do mundo".

Com as eleições de novembro à vista, Bush aproveitou para citar idéias do Vaticano que fazem parte dos planos de seu partido republicano, como a oposição ao aborto e à pesquisa com células-tronco embrionárias.

"Em um mundo em que alguns tratam a vida como algo que pode ser descartado, precisamos de sua mensagem de que toda a vida humana é sagrada e de que cada um de nós é desejado, cada um é amado e cada um é necessário", disse o presidente.

Bush também mencionou a guerra global contra o terrorismo, declarando: "Precisamos de sua mensagem de que Deus é amor. E aceitar este amor é a maneira mais segura de salvar os homens do fanatismo e do terrorismo".

Mais tarde, após uma reunião no Salão Oval, Bush e Bento XVI defenderam "uma política de imigração coordenada" com a América Latina, que leve em consideração principalmente "o tratamento humano" dos imigrantes e "o bem-estar de seus familiares".

A grande maioria dos imigrantes nos Estados Unidos são de origem latino-americana católica.

A bordo do avião que o levou a Washington, Bento XVI também se referiu na terça-feira à questão mais delicada de sua visita, ao admitir que sente "profunda vergonha" pelos sacerdotes pedófilos envolvidos em escândalos nos Estados Unidos.

Os escândalos de pedofilia significaram um duro golpe na autoridade moral da Igreja Católica nos Estados Unidos, acusada de ter perdido sua capacidade de proteger as crianças.

O Papa concluirá em Nova York sua visita de seis dias aos Estados Unidos. Nessa cidade pronunciará na sexta-feira um discurso nas Nações Unidas e visitará o local dos atentados de setembro de 2001, o Ground Zero.

Os Estados Unidos contam com 70 milhões de católicos, 25% de sua população. Bento XVI é o segundo papa a visitar a Casa Branca desde João Paulo II, recebido por Jimmy Carter em 1979, e sua visita é a nona de um papa aos Estados Unidos.

ok/dm/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG