Bento XVI pede defesa da dignidade da vida humana

Cidade do Vaticano, 7 fev (EFE).- O papa Bento XVI pediu hoje defender com vigor a absoluta e suprema dignidade de qualquer vida humana em sua mensagem para o Dia Mundial do Doente, divulgado hoje pelo escritório de imprensa do Vaticano.

EFE |

O pontífice acrescentou que, "com o passar dos tempos, não muda a mensagem da Igreja que proclama que a vida humana é bela e é vivida em sua totalidade também quando é frágil e está envolvida no mistério do sofrimento".

As palavras de Bento XVI ocorrem no momento em que, na Itália, há o debate sobre a suspensão da alimentação de Eluana Englaro, uma italiana de 38 anos em estado vegetativo desde 1992.

Bento XVI lembrou que seu antecessor João Paulo II foi um "exemplo da aceitação paciente do sofrimento e deu um exemplo especialmente luminoso no fim de sua vida".

Na mensagem para o Dia Mundial do Doente, que a Igreja Católica lembrará em 11 de fevereiro, o pontífice expressa seu "proximidade espiritual" a todos aqueles que sofrem uma doença e mostra seu apoio a todos aqueles que se "dedicam com amor a curar e aliviar os sofrimentos de quem atravessa por uma doença". EFE ccg/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG