Bento XVI pede aos fiéis que nunca abandonem ou traiam Igreja

Cidade do Vaticano, 23 set (EFE).- O papa Bento XVI pediu hoje aos fiéis e aos sacerdotes que rezem, trabalhem e sofram pela Igreja, e a nunca a abandonem ou a traiam.

EFE |

O pontífice pronunciou estas declarações perante cerca de 9 mil pessoas que assistiram na Sala Paulo XVI do Vaticano à audiência pública das quartas-feiras, cuja catequese dedicou à figura de Santo Anselmo (1033-1109), que abraçou a vida monástica e defendeu perante os reis ingleses da época a independência da Igreja do poder temporário, o que lhe custou o exílio.

Em referência à figura do santo, o papa incentivou os cristãos a buscar "sem cansar" uma união cada vez mais íntima com Cristo.

"Que o zelo com o qual desenvolveu seu trabalho pastoral e que lhe propiciou incompreensões, amargura e exílio incentive os sacerdotes, as pessoas consagradas e todos os fiéis da Igreja a rezar, trabalhar e sofrer por ela e jamais abandoná-la", afirmou o papa.

Durante a audiência, o papa cumprimentou um grupo de Legionários de Cristo de diferentes nações, que se encontra em Roma para estudar filosofia e teologia, ao qual desejou "o melhor" nesta etapa universitária e disse que "reza por eles".

Desde 15 de julho, cinco prelados, escolhidos pelo Vaticano, inspecionam os Legionários de Cristo, congregação fundada pelo falecido sacerdote mexicano Marcial Maciel, investigado por abusos sexuais contra seminaristas e que teve uma filha com uma amante.

Após o encontro semanal com os fiéis, Bento XVI retornou à residência de Castelgandolfo, ao sul de Roma.

No próximo sábado, o papa viajará à República Tcheca, onde permanecerá três dias. EFE JL/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG