O Papa Bento XVI voltou a pedir nesta segunda-feira aos que pertencem a qualquer grupo armado a que abandonem o caminho da violência e condenou mais uma vez o terrorismo, que coloca em risco muitas vidas inocentes.

O Sumo Pontífice fez o pedido durante a tradicional audiência de Ano Novo no Vaticano com o corpo diplomático credenciado na Santa Sé.

"É preciso mencionar o terrorismo, que põe em perigo muitas vidas inocentes e causa uma difusa ansiedade", disse o Papa no discurso, durante o qual citou os principais conflitos e ameaças que afetam a humanidade, incluindo as graves mudanças climáticas e a corrida armamentista.

"Nesta ocasião solene, gostaria de renovar o pedido que fiz em 1º de janeiro, na bênção do Angelus, a todos os que pertencem a qualquer grupo armado, para que abandonem o caminho da violência e abram seus corações ao gozo da paz", disse.

Bencto XVI também dedicou parte do discurso ao problema do meio ambiente, "um prisma de muitas faces".

kv/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.