Bento XVI lembra figura de Paulo VI após 30 anos da morte do papa italiano

Roma, 3 ago (EFE).- O papa Bento XVI lembrou hoje Paulo VI, quando se completam 30 anos da morte do pontífice italiano, sobre quem destacou que, com o passar do tempo, se aprecia cada vez mais a grandeza que mostrou presidindo a segunda parte do Concílio Vaticano II e garantindo o cumprimento deste.

EFE |

Bento XVI rezou o primeiro Ângelus na localidade alpina italiana de Bressanone, onde desde 28 de julho e até 11 de agosto passa um período de férias.

O papa se referiu a Paulo VI, cuja morte completará 30 anos na próxima quarta-feira, e lembrou seu trabalho pastoral, "desempenhado de modo fértil e audaz".

Paulo VI foi eleito papa em 1963 e chegou a Roma "no momento mais delicado do Concílio, quando a intuição" de João XXIII, que o convocou, "corria o risco de não tomar forma".

Bento XVI disse que, quanto mais passa o tempo e o olhar sobre o passado "torna-se mais longo e consciente", aparece cada vez maior, "quase sobre-humano, o mérito de Paulo VI", ao presidir o Concílio, conduzi-lo "felizmente a termo e governar a agitada fase pós-Concílio".

O Concílio Vaticano II, que enfrentou um diálogo com a cultura secular e assuntos nunca tratados em concílios anteriores, foi convocado em janeiro de 1959 por João XXIII e concluído por Paulo VI em 1965. EFE cr/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG