Bento XVI expressa respeito aos muçulmanos e defende liberdade de credos

O Papa Bento XVI manifestou um profundo respeito pela comunidade muçulmana e defendeu a liberdade de credos, depois de desembarcar nesta sexta-feira a Amã, a capital da Jordânia, onde inicia a primeira visita a Terra Santa.

AFP |

"A liberdade religiosa é naturalmente um direito humano fundamental e minha esperança fervorosa e minha oração se elevam para que o respeito dos direitos inalienáveis e da dignidade sejam cada vez mais firmes e melhor defendidos, não apenas no Oriente Médio como também em todo o mundo", afirmou o Papa em um discurso no aeroporto internacional de Amã.

"Minha visita a Jordânia me dá a feliz oportunidade de expressar meu profundo respeito pela comunidade muçulmana", completou o pontífice, na presença do rei Abdullah II, da rainha Rania e de outros membros da família real, além de autoridades religiosas.

O chefe da Igreja Católica destacou ainda que a Jordânia "está há muito tempo na vanguarda das iniciativas de paz no Oriente Médio e no mundo, estimulando o diálogo interreligioso".

rh/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG