Cidade do Vaticano, 9 abr (EFE).- O papa Bento XVI afirmou hoje durante a audiência geral que a reconstrução da Europa não é possível sem uma renovação ética e espiritual baseada nas raízes cristãs.

Bento XVI dedicou a audiência geral de hoje, realizada na Praça de São Pedro diante de 22.000 fiéis, segundo dados do Vaticano, à figura de São Bento, escolhido padroeiro da Europa pelo Papa Paulo VI em 1964.

A reflexão sobre a figura de São Bento levou o Papa a dizer que a Europa, "que acaba de sair de um século profundamente ferido de duas Guerras Mundiais e após a queda das duas grandes ideologias vividas como trágicas utopias, segue em busca de sua própria identidade".

O pontífice disse que, para "criar uma unidade nova e duradoura, são importantes os instrumentos políticos, econômicos e jurídicos, mas, além disso, é preciso gerar uma renovação ética e espiritual baseada nas raízes cristãs do continente".

Sem isso, "a reconstrução da Europa é impossível" disse.

Segundo o papa, sem esta renovação ética e espiritual, "o homem está exposto ao perigo de sucumbir à antiga tentação de querer se redimir" e, assim, "como explicava João Paulo II, cair nas utopias do século XX, que levaram a Europa a um retorno sem precedentes na atormentada história da humanidade".

Além disso, o papa descreveu a vida e obra de São Bento, pai da ordem dos beneditinos e a vida monástica medieval da Europa, que "exerceu um influxo fundamental no desenvolvimento da civilização e na cultura européia", disse.

O pontífice destacou a "regra", escrita em 547 e que "contém indicações não só para seus monges, mas para todos os que buscam um guia em seu caminho para Deus". EFE ccg/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.