Bento XVI diz que os bens devem ser compartilhados com todos

Cidade do Vaticano, 16 nov (EFE).- O papa Bento XVI afirmou hoje que as doutrinas do Evangelho promovem na população cristã uma mentalidade ativa e empreendedora e que os bens têm que ser gastos, investidos, compartilhados com todos.

EFE |

O pontífice se dirigiu aos cerca de 60 mil peregrinos que estavam na Praça de São Pedro do Vaticano para assistir à tradicional reza do Ângelus.

O papa fez alusão à "famosa parábola dos talentos, narrada por São Mateus (25,14-30). O 'talento' era uma antiga moeda romana de grande valor, e justamente por causa da popularidade desta parábola, se transformou em sinônimo do dote pessoal, que cada um deve fazer frutificar".

De fato, o texto fala de "um homem que, a partir de uma viagem, chamou seus servos e lhes deu seus bens" (Mt 25,14). "O homem da parábola é o próprio Cristo, os serventes são os discípulos e os talentos são os dons que Jesus lhes dá", acrescentou.

"Este é o tesouro que Jesus confiou a seus amigos, no final de seu breve existência terrena", disse o pontífice.

A parábola, disse Bento XVI, "insiste na atitude interior para acolher e valorizar este presente".

O pontífice lembrou os discípulos de Jesus, que, havendo recebido esse presente, "são felizes pelo dom recebido, não o esconderam por temor e ciúmes, e fizeram-no frutificar, compartilhando, fazendo-o participar".

"Sim, o que Cristo nos deu se multiplica doando. É um tesouro feito para ser gasto, investido, partilhado com todos", disse Bento XVI. EFE cps/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG