Bento XVI diz que há senso de desconcerto entre os jovens

Cidade do Vaticano, 4 jul (EFE).- O papa Bento XVI afirmou hoje que existe um profundo senso de desconcerto entre a juventude atual, favorecido por uma impaciência frenética e pela incapacidade de viver o tempo da espera.

EFE |

"É profundo o senso de desconcerto frequentemente vivido pela juventude de hoje. Frequentemente, as palavras humanas estão com falta de futuro e de perspectiva, faltam também sentido e sabedoria", disse o pontífice, em uma audiência com participantes do Congresso Europeu das Vocações, que termina amanhã, em Roma.

"Divulga-se um comportamento de impaciência frenética e uma incapacidade de viver o tempo da espera", afirmou Bento XVI, que disse que o coração dos homens, em particular o dos jovens, frequentemente se mostra "confuso e desorientado".

Segundo o papa, esta pode ser "a hora de Deus", na qual sua chamada gere "um caminho de esperança para a plenitude da vida".

"A palavra de Deus pode se transformar verdadeiramente em luz e força, fonte de esperança. Pode traçar um caminho que passa por Jesus", disse o pontífice.

Desde 2 de julho, acontece em Roma o Congresso Europeu das Vocações, que tem como lema "O evangelho da vocação para os jovens na cultura europeia" e do qual participam representantes de 34 conferências episcopais da Europa. EFE mcs/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG