O Papa Bento XVI afirmou neste domingo que a eutanásia é uma falsa solução para o drama do sofrimento e um ato indigno do homem, durante a oração do Ângelus na praça São Pedro, no Vaticano.

"A eutanásia é uma falsa solução para o drama do sofrimento, uma solução indigna do homem", declarou o Papa, arrancando aplausos da multidão de fiéis reunidos na praça São Pedro.

"A verdadeira resposta não pode ser dar a morte, por mais suave que ela seja, mas dar amor para ajudar a enfrentar a dor e a agonia", afirmou Bento XVI.

"Jesus sofreu e morreu na cruz por amor. Desta forma, ele deu um sentido ao nosso sofrimento, um sentido que muitos homens e mulheres entenderam passando com uma serenidade profunda por duros problemas físicos e morais", discursou.

O Papa expressou seu apoio à Igreja italiana, que se manifestou várias vezes contra a interrupção da alimentação de uma italiana em coma há 17 anos.

O chefe da Igreja italiana, Angelo Bagnasco, reafirmou esta semana que "suspender a alimentação e a hidratação de uma pessoa doente significa praticar uma eutanásia inaceitável".

A interrupção da alimentação e da hidratação de Eluana, 37 anos, em coma há 17 anos depois de um acidente de carro, foi autorizada em meados de novembro pela justiça italiana.

ema/yw

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.