à luz da razão humana - Mundo - iG" /

Bento XVI diz que é possível defender a fé à luz da razão humana

Cidade do Vaticano, 20 dez (EFE) - O papa Bento XVI assegura que é possível compreender, explicar e defender a verdade da fé à luz da razão humana em carta divulgada hoje para lembrar os 700 anos da morte do filósofo franciscano escocês John Duns Scoto.

EFE |

O pontífice diz que a esse diálogo entre ciência e fé, que foi bastante estimulado por Duns Scoto, se chega buscando "o acordo de todas as verdades, naturais e sobrenaturais, que provêm de uma única e mesma fonte".

O filósofo e teólogo escocês foi um dos primeiros que apostou no dogma da imaculada concepção de Maria, mais de 500 anos antes de a própria Igreja Católica fazer o mesmo, em 1854.

Para Bento XVI, Duns Scoto soube conjugar "a piedade com a pesquisa científica" e, por isso, diz o pontífice, conseguiu penetrar "nos segredos da verdade natural e revelá-la".

O papa cita em sua mensagem o cardeal Joachim Meisner, que presidirá na cidade alemã de Colônia, a cidade onde descansam os restos de Duns Scoto, os atos comemorativos pelos 700 anos da morte do teólogo escocês.

Estes atos, afirmou Bento XVI, homenagearão um homem "que contribuiu ao progresso da doutrina da Igreja (Católica) e da ciência humana". EFE mcs/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG