Bento XVI diz que casamento não é só remédio contra luxúria

Cidade do Vaticano 10 dez (EFE).- O papa Bento XVI disse hoje que o casamento não deve ser entendido apenas como um remédio contra a luxúria, e que um casamento verdadeiro, bem vivido é indissolúvel.

EFE |

O pontífice fez estas declarações diante de cerca de 6 mil pessoas que assistiram na Sala Paulo XVI do Vaticano à audiência pública das quartas-feiras, na qual disse também que a Igreja não é uma "corporação, como o Estado, nem uma organização, mas um organismo".

Bento XVI se referiu à dimensão teológica do casamento e disse que a "mútua pertinência (dos esposos) tem que adotar a linguagem do amor, que tem seu modelo no amor de Cristo para a Igreja".

"O casamento não deve ser entendido apenas como um remédio contra a concupiscência (...). Um verdadeiro casamento nunca poderá descuidar de sua validade teológica, e sua participação no corpo e no sangue de Cristo consolida e torna visível uma união feita indissolúvel pela graça (de Deus)", afirmou o pontífice. EFE JL/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG