Bento XVI diz apreciar participação da mulher na vida da Igreja

Cidade do Vaticano, 15 nov (EFE).- O papa Bento XVI afirmou apreciar a dignidade e a participação da mulher na vida da Igreja e da sociedade, em discurso ao Pontifício Conselho para os Leigos, dirigido pelo cardeal Stanislaw Rylko.

EFE |

"A Igreja reconhece, aprecia e valoriza a participação da mulher em sua missão de serviço à difusão do Evangelho", afirmou o pontífice.

"O homem e a mulher, que têm a mesma dignidade, são chamados para se enriquecer mutuamente na comunhão e na cooperação, não só no casamento e na família, mas também na sociedade em todas suas dimensões", segundo o papa.

"Pede-se principalmente às mulheres cristãs a sabedoria e a coragem para enfrentar tarefas exigentes, um discernimento especialmente aguçado das tendências culturais de nosso tempo, e, em particular, uma paixão no cuidado com os humanos que as caracteriza", reitera.

O papel da mulher na Igreja e na sociedade foi exaltado há 20 anos pelo papa João Paulo II com a carta apostólica "Mulieris Dignitatem", à qual Bento XVI se referiu hoje.

O papa destacou ao Pontifício Conselho para os Leigos que "o trabalho na grande vinha do Senhor precisa de fiéis cristãos e leigos que, como a Santíssima Virgem Maria, vivam suas próprias vidas segundo os desígnios de Deus". EFE cps/ev/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG