homem e mulher - Mundo - iG" /

Bento XVI critica mudança de sexo e lembra que Deus criou homem e mulher

Cidade do Vaticano, 22 dez (EFE) - O papa Bento XVI se pronunciou hoje contra as mudanças de sexo, afirmou que Deus criou o ser humano como homem e mulher e defendeu uma ecologia do homem, que o proteja da autodestruição. Não é uma metafísica superada se a Igreja fala da natureza do ser humano como homem e mulher e pede que esta ordem da criação seja respeitada, afirmou o pontífice perante os cardeais e membros da Cúria romana, aos quais recebeu na tradicional audiência de troca de felicitações por ocasião do Natal. O líder da Igreja Católica romana pediu para que seja escutada a linguagem da criação, cujo desprezo seria a destruição do homem e, portanto, a destruição da obra de Deus. O papa denunciou que o homem pretende auto-emancipar-se da criação e do Criador. O homem quer fazer a si mesmo e dispor sempre e exclusivamente de somente aquilo que o interessa. Mas, desse modo, vive contra a verdade, contra o Espírito criador, ressaltou.

EFE |

Bento XVI acrescentou que da mesma forma que a floresta tropical precisa da proteção do homem, este tem que ser protegido, "já que, como criatura da criação, leva escrito uma mensagem que não significa contradição de nossa liberdade, mas as condições".

O papa disse também que a Igreja não pode se limitar a transmitir aos fiéis só a mensagem da salvação, mas tem uma responsabilidade em direção à criação e deve defendê-la também em público.

Bento XVI voltou a defender o casamento entre um homem e uma mulher como o único existente, assim como a indissolubilidade do casamento, e lembrou que é um sacramento adotado por Cristo. EFE jl/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG