Bento XVI condena novamente o Holocausto

Cidade do Vaticano, 12 fev (EFE).- O papa Bento XVI voltou hoje a condenar o Holocausto, que considerou um crime contra Deus e a humanidade, e afirmou que a minimização deste terrível crime é intolerável e totalmente inaceitável.

EFE |

O pontífice fez estas declarações diante de uma delegação judaica americana, à qual recebeu no Vaticano e perante a qual reiterou o compromisso "irrevogável" da Igreja contra o antissemitismo.

Com a frase de que é "totalmente inaceitável", o papa desautorizou novamente o bispo Richard Williamson, que negou o Holocausto, e a quem recentemente revogou a excomunhão.

A decisão colocou em pé de guerra a comunidade judaica internacional e desencadeou uma onda de críticas ao Vaticano e ao pontífice.

Além disso, Bento XVI também anunciou que está preparando uma viagem à Terra Santa. Recentemente, o patriarca latino de Jerusalém informou que a primeira viagem do pontífice à Terra Santa será em maio. EFE jl/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG