Bento XVI celebra missa do 3º da morte de João Paulo II

O papa Bento XVI lembrou as qualidades humanas e sobrenaturais de João Paulo II durante uma missa realizada hoje. A celebração marcou o terceiro aniversário da morte do polonês que antecedeu o atual líder máximo da Igreja Católica.

Agência Estado |

Bento XVI comparou o sofrimento de seu antecessor nos últimos meses de vida ao enfrentado por Jesus Cristo na cruz. Nos últimos anos de seu pontificado, João Paulo II enfrentou o mal de Parkinson. A doença enfraqueceu progressivamente o outrora vigoroso papa, que no fim da vida não conseguia mais falar. João Paulo II morreu aos 84 anos.

"Assim como aconteceu com Jesus, também com João Paulo II; no fim as palavras deram lugar ao extremo sacrifício e ao dom da individualidade", disse Bento XVI, que usou uma roupa vermelha com detalhes dourados na cerimônia de 90 minutos de duração. O papa celebrou a missa com membros do Colégio de Cardeais. Entre eles estava o arcebispo Stanislaw Dziwisz, da Cracóvia, Polônia. Dziwisz foi o último secretário pessoal do papa e esteve ao lado de João Paulo II por quase 40 anos.

Milhares de fiéis e turistas - muitos vindos da Polônia - lotaram o pátio da Basílica de São Pedro. Tramita no Vaticano o processo de beatificação de João Paulo II. A beatificação é o primeiro passo para a santificação. O possível milagre envolve a cura de uma freira francesa, de 47 anos, que sofria de mal de Parkinson.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG