Bento XVI analisou crise econômica com premiê do Japão

Cidade do Vaticano, 7 jul (EFE).- O papa Bento XVI recebeu hoje em audiência no Vaticano o primeiro-ministro do Japão, Taro Aso, com quem analisou a crise econômica mundial e o compromisso de Tóquio e da Santa Sé para ajudar a África, informou o Vaticano.

EFE |

Bento XVI e Aso - que é católico - falaram a sós durante meia hora na biblioteca do pontífice, em um ambiente de "cordialidade", afirmou o Vaticano, que acrescentou que, após a audiência, o político japonês se reuniu com o secretário de Estado da Santa Sé, o cardeal Tarcisio Bertone, e o secretário para as Relações com os Estados vaticano, o arcebispo Dominique Mamberti.

"Os cordiais colóquios permitiram analisar alguns temas da atualidade internacional, com particular referência à crise econômica e ao compromisso do Japão e da Santa Sé com a África", disse o Vaticano, em comunicado.

Além disso, foram analisadas as relações bilaterais, "evidenciando as boas relações existentes entre o Japão e a Santa Sé, assim como a cooperação entre a Igreja e o Estado", acrescentou a nota.

Aso chegou ao Vaticano acompanhado de uma delegação formada por 11 pessoas, entre elas a esposa, Chikako Aso, que vestia preto, como manda o protocolo.

O premiê japonês está na Itália para participar amanhã e até o dia 10 da cúpula do Grupo dos Oito (G8, os sete países mais desenvolvidos e a Rússia), realizada em L'Aquila, uma das mais atingidas pelo terremoto de 6 de abril, que deixou quase 300 mortos e milhares de desabrigados, e destruiu vários edifícios. EFE jl/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG