Bento XVI ainda não beatificou Pio XII por causa das relações com os judeus

O Papa Bento XVI não assinou o decreto sobre as virtudes heróicas do Papa Pio XII, um passo indispensável para beatificação porque quer manter boas relações com os judeus, afirmou neste sábado o padre Peter Gumpel.

AFP |

Gumpel, o "postulador" (defensor) da causa de Pio XII - Papa acusado freqüentemente de passividade ante o Holocausto judeus -, disse à imprensa italiana que o processo de beatificação está dependendo da assinatura do Sumo Pontífice.

Se o Papa assinar o documento, fica faltando apenas um milagre para que Pio XII seja declarado santo.

Há alguns dias, Bento XVI defendeu Pio XII em uma missa pelo 50º aniversário de sua morte, expressou o desejo de que seja beatificado e disse que o legado de seu papado (1939-1958) é objeto de um debate "nem sempre sereno".

"O Papa ainda não assinou o decreto porque considera oportuno um tempo de reflexão", afirmou na ocasiao o porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi.

Em 7 de outubro, o rabino israelense Shear Yshuv Cohen, o primeiro a intervir num sínodo de bispos, disse que Pio XII não merece a beatificação porque "não há como tomá-lo como modelo, uma vez que não ergueu sua voz contra a Shoah", o assassinato de milhões de judeus pela Alemanha na Segunda Guerra Mundial.

ljm/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG