Bento XVI afirma que Igreja não ameaça liberdade

O Papa Bento XVI foi recebido neste sábado pelo presidente da Itália, Giorgio Napolitano, para o qual assegurou que a Igreja Católica não ameaça a liberdade.

AFP |

"Não há razões para temer uma prevaricação em detrimento da liberdade por parte da Igreja e de seus membros, que esperam o reconhecimento da liberdade de não trair sua consciência iluminada pelo Evangelho", afirmou o Papa.

As correntes laicas, minoritárias na Itália, acusam com freqüência o Vaticano e a Conferência Episcopal Italiana de intervencionismo no debate político.

Desde 1929, as relações entre o Estado italiano e a Santa Sé são regidas por uma concordata.

Bento XVI visitara o Palácio de Quirinale, sede da presidência italiana, em 24 de junho de 2005, no início de seu pontificado. Na ocasião foi recebido pelo então presidente da Itália, Carlo Azeglio Ciampi.

nou/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG