Belgrado pede proteção para sérvios após incidentes em Mitrovica

Belgrado, 5 jan (EFE).- O presidente da Sérvia, Boris Tadic, pediu hoje à comunidade internacional medidas de proteção urgentes para os sérvios que vivem no Kosovo, após os recentes incidentes na cidade de Mitrovica e o aumento das tensões entre sérvios e albaneses.

EFE |

Tadic assegurou que a força KFOR da Otan, a missão européia Eulex e a Unmik das Nações Unidas "não reagiram de forma adequada para prevenir os ataques contra os sérvios".

Segundo um comunicado do gabinete presidencial, Tadic fez um "enérgico protesto" aos países-membros do Conselho de Segurança da ONU, ao secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, e à Presidência tcheca de turno da União Européia (UE).

"Tais incidentes podem levar a uma deterioração da situação da segurança no Kosovo", advertiu.

Por isso, pediu aos representantes internacionais que "aumentem imediatamente o grau de segurança da qual estão encarregados e prevenir os ataques aos servo-kosovares".

Desde o último dia 30, Mitrovica foi palco de vários incidentes violentos entre sérvios e albaneses que causaram cerca de 10 feridos, além de danos materiais. EFE Sn/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG