Belgrado expande sua autoridade política nos enclaves sérvios no Kosovo

Pristina, 17 set (EFE).- A Sérvia prosseguiu com sua política de expandir sua autoridade sobre os sérvios que moram no Kosovo ao inaugurar um centro de coordenação em Gracanica, um enclave sérvio nas proximidades de Pristina.

EFE |

O ministro sérvio para o Kosovo, Goran Bogdanovic, reiterou hoje durante um ato solene que seu Governo nunca renunciará a sua província, que declarou de forma unilateral sua independência em fevereiro.

"Meu Ministério se expandirá por todo o território do Kosovo onde vivem sérvios", declarou Bogdanovic.

Os sérvios do Kosovo, que moram, sobretudo, na parte norte do auto-proclamado país e em inúmeros enclaves, rejeitam a independência da ex-província sérvia.

O ministro sérvio afirmou hoje que seu Ministério organizará a vida dos sérvios no Kosovo em vários setores como a educação e a saúde pública.

"Nosso objetivo, nosso interesse e nossa mensagem aos sérvios é que o Estado (sérvio) seguirá cuidando deles", declarou Bogdanovic.

O Kosovo tem 90% de sua população formada por libaneses e o Governo central kosovar controla todo o território do país com exceção da parte norte, próximo da cidade de Mitrovica, onde vive uma maioria de sérvios.

Até agora o Kosovo foi reconhecido por 47 países, entre eles Estados Unidos, França, Alemanha e Reino Unido. Já o Brasil até agora não reconheceu o auto-proclamado país.

A União Européia (UE) prevê concluir até o final de outubro o envio de cerca de 2 mil especialistas para assessorar o Governo kosovar na construção de um Estado do Direito. EFE am/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG