Bélgica receberá um detento de Guantánamo

Bruxelas, 4 set (EFE).- O Governo belga informou hoje que vai receber um detido da base naval americana de Guantánamo, em Cuba.

EFE |

A pessoa, que não teve a identidade nem a nacionalidade reveladas, será libertada porque não tem pendências com a Justiça americana.

Além de um visto de residência, o detido ganhará uma licença para trabalhar na Bélgica, onde será monitorado até que se adapte ao país, informou o Ministério de Assuntos Exteriores belga.

A decisão de ficar com o preso foi tomada após a viagem que funcionários do governo belga fizeram a Guantánamo em meados de agosto, quando examinaram a idoneidade de candidatos a serem enviados ao país.

Em junho, os Estados Unidos e a União Europeia (UE) firmaram um acordo de coopoeração para que os presos de Guantánamo sem condições de voltar a seus países de origem fossem libertados e enviados aos membros do bloco europeu.

Vários integrantes da UE manifestaram seu apoio à medida, interessados em ajudar o governo do presidente Barack Obama a cumprir a promessa de fechar o centro de detenção no começo do próximo ano. EFE rcf/id/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG