Bélgica promete ajudar a reconstruir Iraque

Bagdá, 27 mai (EFE).- O ministro de Assuntos Exteriores da Bélgica, Karel De Gucht, que chegou hoje a Bagdá numa visita surpresa, manifestou o compromisso do seu país em contribuir para a reconstrução do Iraque.

EFE |

Em entrevista coletiva conjunta com seu colega iraquiano, o Hoshiyar Zebari, De Gucht destacou que, "como as tropas estrangeiras se preparam para abandonar o Iraque e melhorou a segurança, mais de 30 companhias belgas entrarão no Iraque para contribuir para sua reconstrução".

De Gucht, que assim que chegou a Bagdá se reuniu com Xebari, chegou ao Iraque na primeira visita de um ministro belga ao país desde 1990.

Por sua vez, Zebari elogiou o apoio da Bélgica ao Iraque, principalmente no que se refere ao cancelamento de 80% da dívida que o país árabe tinha com o europeu.

"A Bélgica foi um dos primeiros países a dar este tipo de passo", afirmou Zebari.

O chanceler iraquiano também descreveu as relações bilaterais como "arraigadas na história".

A Bélgica esteve muito presente no Iraque durante o mandato do falecido ditador Saddam Hussein, fechou sua embaixada no país árabe em agosto de 1990, quando as tropas iraquianas invadiram o Kuwait, e não voltou a abri-la, mesmo com a insistência do novo regime iraquiano, constituído após a queda de Saddam em abril de 2003. EFE am/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG