Bélgica: Justiça interroga hoje autor de assassinatos em creche

Bruxelas, 26 jan (EFE).- O jovem belga Kim D.

EFE |

, acusado de invadir na última sexta uma creche da localidade de Dendermonde e assassinar a facadas dois bebês e uma funcionária, será interrogado hoje por especialistas psiquiátricos.

Segundo fontes ligadas à investigação consultadas pela agência "Belga", o jovem - de 20 anos - se nega a colaborar com a Polícia e ainda não prestou depoimento sobre a tragédia que aconteceu na creche, que será fechada definitivamente.

Os investigadores se concentram por enquanto em averiguar quais poderiam ser os motivos que o levaram a cometer este crime, apesar de ainda não terem encontrado conexão alguma entre o jovem e as vítimas.

Desde que foi detido pouco após fugir da creche em uma bicicleta e com uma mochila na qual levava uma faca, um machado e uma pistola falsa, Kim D. se nega a comer, o que faz com que seja alimentado com soro.

O Escritório de Ajuda Jurídica e o Colégio de Advogados lhe designarão um advogado ainda hoje, "preferencialmente alguém que disponha de certa experiência", disse a mesma fonte.

Está previsto que o jovem testemunhe amanhã ante a Sala de instrução, que se pronunciará sobre um possível prolongamento de sua detenção.

Na manhã de hoje voltaram a acontecer demonstrações de afeto para os familiares das vítimas desta tragédia, que já se tornaram visíveis ontem em uma homenagem que contou com a presença de mais de 6.000 pessoas. EFE vd/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG