Bélgica faz 1 minuto de silêncio por vítimas de acidente na Suíça

Homenagem a 22 crianças e seis adultos mortos ocorreu pouco depois de aviões repatriarem corpos de vítimas

EFE |

A Bélgica, que está de luto nacional , fez nesta sexta-feira um minuto de silêncio pelas vítimas do acidente de quarta-feira com um ônibus na Suíça , que deixou 22 crianças e seis adultos mortos, pouco depois que os aviões que repatriaram as vítimas chegaram ao país.

Reuters
Belgas participam de minuto de silêncio pelas vítimas de acidente de ônibus na Suíça em frente da escola 't Stekske, na Bélgica
A emoção era visível às 7h (horário de Brasília), momento no qual trabalhadores, políticos, estudantes, professores, policiais e a imprensa prestaram homenagem aos mortos. Em seguida, os sinos das igrejas de todo o país tocaram. Pouco antes, dois aviões militares C-130 com os caixões procedentes do aeroporto suíço de Sion aterrissaram no aeroporto militar de Melsbroek (nos arredores de Bruxelas), depois de serem concluídas as tarefas de identificação das vítimas .

Os primeiros feridos retornaram a suas casas na noite de quinta-feira e outros 14 chegarão nesta sexta, enquanto as quatro feridos graves continuarão internados na Suíça até que possam viajar.

Para garantir a privacidade das vítimas e de seus parentes, o acesso ao aeroporto militar foi fechado para a imprensa. As demonstrações de respeito pelas vítimas ocorreram por todo o país, onde boa parte do funcionamento dos transportes públicos - metrô, ônibus, trens - foi suspenso por alguns instantes.

Emissoras de televisão e rádio também interromperam suas transmissões durante a homenagem. O canal de televisão público francófono RTBF, que exibe uma bandeira belga com o emblema "luto nacional" durante sua programação desta sexta-feira, conectou-se ao vivo com vários pontos do país, entre eles a localidade flamenga de Lommel, onde está localizada a escola 't Stekske, uma das quais tiveram alunos afetados pela tragédia.

Além dos programas especiais, várias emissoras decidiram não exibir propagandas ao longo desta sexta-feira em sinal de luto. Na quinta-feira à noite, cerca de 2,5 mil fizeram uma vigília em uma praça pública de Lommel em homenagem a seus 17 mortos (15 crianças e dois adultos) e sete feridos, dois deles em estado grave.

O governo belga cancelou o Conselho de Ministros previsto para esta sexta em sinal de luto, e os funcionários do Congresso nacional e dos Parlamentos regionais concentraram-se nas portas das instituições.

O luto também chegou às instituições europeias. Os ministros de Comércio dos países da União Europeia, que estão reunidos em Bruxelas, fizeram um minuto de silêncio no início do encontro, um gesto compartilhado pelo Parlamento Europeu.

    Leia tudo sobre: suíçabélgicaacidenteônibuscrianças

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG