Bélgica celebra extradição de Karadzic para TPII

Bruxelas, 31 jul (EFE).- O ministro de Assuntos Exteriores da Bélgica, Karel De Gucht, celebrou hoje a prisão e extradição para o Tribunal Penal Internacional para a Antiga Iugoslávia (TPII) do acusado de crimes de guerra Radovan Karadzic para ser julgado pelas acusações de genocídio durante a guerra da Bósnia.

EFE |

"A detenção do dia 21 de julho e transferência de ontem de Karadzic para o TPII em Haia é crucial para que a Sérvia possa superar seu passado", declarou De Gucht hoje em comunicado.

"Além disso, é um passo importante para a adesão da Sérvia à União Européia (UE)", diz o ministro, que afirmou que a Bélgica espera que o Governo sérvio extradite outros dois fugitivos: Ratko Mladic (antigo chefe militar servo-bósnio) e Goran Hadzic (ex-líder dos sérvios da Croácia).

De Gucht repetiu que a Bélgica "apóia incondicionalmente as atividades do Tribunal em Haia e aguarda a avaliação do promotor chefe, Serge Brammertz, quanto a possibilidade de as autoridades sérvias estarem oferecendo sua plena colaboração".

A Bélgica apoiou a Holanda em suas reservas para premiar a Sérvia com uma aproximação à UE até que se conheça este relatório. EFE vl/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG