Belga que matou 3 em creche mantém silêncio em interrogatório

Bruxelas, 24 jan (EFE).- O jovem belga que na sexta-feira invadiu uma creche de Dendermonde, no norte da Bélgica, matando a facadas duas crianças e um adulto e ferindo outras 12 pessoas, não deu nenhuma explicação para seus atos durante o interrogatório ao qual foi submetido.

EFE |

Segundo a Promotoria, o jovem, que está sendo acusado de assassinato e de tentativa de homicídio, não deu informações à Polícia nem se declarou culpado às autoridades judiciais, informou a agência "Belga".

O agressor invadiu ontem uma creche com o rosto pintado de preto e branco. Armado com um facão de 30 centímetros, ele apunhalou de maneira indiscriminada as crianças e os funcionários do estabelecimento com os quais cruzou no caminho.

Depois, fugiu de bicicleta, sendo detido mais tarde num supermercado próximo.

O jovem, que é natural de Dendermonde e tem cerca de 20 anos, não tem antecedentes criminais nem fugiu de uma instituição psiquiátrica, como havia sido dito ontem.

Além disso, o agressor não estava sob o efeito de drogas ou alcoolizado quando invadiu a creche.

Os mortos no ataque são duas crianças de aproximadamente 2 anos e uma funcionária do estabelecimento com 54 anos. EFE epn/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG